Tem dúvidas? Queremos te ajudar a conhecer ainda mais o Social English!


Por que o Social English é diferente das outras escolas?

O Social English busca unir as melhores práticas das melhores escolas de inglês, com algo útil para seu contexto tanto pessoal como profissional.

Utilizamos materiais mistos, para que você aprenda mais e melhor e seja capaz de se comunicar bem em inglês.

Como pode o Social English ser mais barato que a maioria das escolas?

Somos um negócio de impacto social. Logo os lucros são minimizados. Escolhemos localidades que sejam próximas de você e não somente nos grandes centros, o que aumenta aluguel de espaço por exemplo. Também buscamos parcerias com institutos que já tenham localização própria e disponibilidade de espaço. A qualidade não é afetada por que não economizamos na remuneração de professores e materiais utilizados em sala de aula.


Estudar inglês é difícil?

Estudar inglês exige uma readaptação do que você sabe sobre linguagem. Quando se aprende o inglês ou qualquer outro idioma, nosso sistema cognitivo (processo de aquisição do conhecimento de um indivíduo) precisa inserir o novo idioma a rotina. Numa rotina que já está estruturada de uma certa forma e ao não usar o idioma para atividades do dia a dia, seu cérebro descartará o que foi aprendido, pois não há espaço para ele. É como quando nosso smartphone deleta os aplicativos que não são usados com frequência para dar espaço ao que já é parte da rotina. Porém, diferentemente dos smartphones, nosso cérebro não avisa que deletará informações sobre o novo idioma, ele simplesmente tira da sua memória, te obrigando a sempre revisitar o que já foi visto te dando a sensação de que você tem uma enorme dificuldade para aprender o inglês.

Já tentei estudar inglês outras vezes , mas não aprendo. O que faço?

Bom, levando em consideração o que foi dito na primeira pergunta, é importante analisar o quanto do novo idioma é inserido no seu dia a dia. Quando falo em inserir o inglês na rotina, não é para tentar sair falando com os amigos e familiares em inglês o tempo todo (se bem que tentar explicar o que aprendeu para alguém que também está aprendendo ajuda a consolidar conteúdo e a criar uma lógica para você mesmo). A ideia é inserir em atividades que se faz até mesmo de forma automática como escutar músicas em inglês, ver aquele seriado que já viu diversas vezes com o áudio e a legenda em inglês também, mudar o idioma do celular, até mesmo escrever pequenos compromissos diários em inglês fazer a lista do supermercado em inglês e o que acredito que sempre funciona bem, sempre dormir e acordar fazendo um resumo mental do dia… em inglês.

 

Não tenho tempo para estudar inglês em casa. Vou conseguir aprender?

Enganasse quem acredita que aprender inglês é somente sentar com o livro didático na mesa, dicionário nas mãos e caderno no colo.O jovem e o adulto do século XXI precisam dividir as 24 horas de um dia com uma porção de compromissos que mal permitem ter as horas de sono necessárias, imagine permitir ter uma ou duas horas livres para sentar com material para estudar. Você tentando usar somente esse método só vai se frustrar por não conseguir abdicar de outras atividades para se dedicar mais aos estudos e novamente, seu cérebro provavelmente não considerará o conteúdo relevante o suficiente para reter toda a informação.

Se dedicando a inserir o inglês na rotina com músicas, vídeos em streaming, filmes e exercícios de consolidação, o progresso será uma consequência.

Em quanto tempo vou aprender inglês?

Tudo depende do seu objetivo. “Mas meu objetivo é falar” Falar como? Como fala sua língua-mãe? Falar o suficiente para conduzir reuniões de trabalho? Para estudar num outro país ou somente para viajar? Os cursos de qualquer idioma, são classificados internacionalmente pelo CEFR.

CEFR significa Commom European Framework e é por onde nos guiamos para saber qual o nível de inglês (e de outros idiomas) temos, estamos estudando e até onde queremos chegar. Pelo CEFR conseguimos saber o nosso nível por meio de uma porção de exigências para que se esteja num determinado nível. O CEFR é dividido por A, B e C. A é o nível iniciante, dividido em A1 para Básico 1 e Básico 2 e A2 para Pré Intermediário 1 e Pré Intermediário 2. B é o nível intermediário, B1 para Intermediário 1 e 2, B1+ para a transição para Pré Avançado e B2 é um Pré Avançado e o C que já é a proficiência. C1 para Avançado e C2 para Proficiência.

Na prática, uma grande parte de empresas e universidades buscam níveis entre B2 e C1. Que são atestados através de vários certificados existentes.

No nível B1 você já é capaz de  entender muita coisa em inglês e já se comunicar em assuntos mais gerais e menos complexos. O tempo médio para se chegar ao nível B1 é entre 1 ano e meio e 2 anos. Isso não depende somente do curso (ou nível que você está matriculado), mas sim do seu aprendizado durante todo o período de estudos e seu contato com o idioma, quanto mais contato, com qualidade, mais rápido você aprende.

Quero ser professor de inglês. Como o Social English pode me ajudar?

O Social English além do curso de inglês para alunos também oferece treinamento e guiamento para aspirantes a professores e professores que estão começando. O futuro professor será exposto há diversas atividades e situações para que se sinta mais preparado para lidar com as expectativas dos alunos em sala de aula.

 

Sou professor de inglês. Como o Social English pode me ajudar?

 

Sendo professor já inserido em sala de aula, muitas vezes nos vemos agindo de forma repetitiva ou até mesmo sem ter muita solução para uma determinada situação. O Social English quer que professores que já tem uma certa experiência possam se juntar para compartilhar e encontrar novas soluções para as situações do cotidiano. Também ofereceremos treinamentos para que os professores se mantenham atualizados e aprendam novas técnicas.